:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

Teixeira de Freitas, 17 de julho: Na manhã desta segunda-feira (15), aconteceu em Teixeira de Freitas o primeiro parto planejado domiciliar, um momento histórico. Toda uma equipe multiprofissional esteve disponível na casa da paciente, a qual sempre teve o desejo de ter esse tipo de parto, e deram todo o suporte e segurança para que tudo ocorresse bem.

 

De acordo com a mãe, Larissa Leal Meira Lima, de 24 anos de idade, “desde a primeira gravidez sempre tive a vontade de ter um parto mais humanizado, respeitável e possível. Na primeira gravidez não fiz porque não tinha este tipo de acompanhamento. Eu procurei a Luana, e ela logo me incentivou, então procurei o Dr. Rodrigo para o acompanhamento e já fomos organizando todo esse processo. Eu pesquisei muito, principalmente, com relação ao empoderamento da mulher. A gravidez foi de baixo risco e a Nina (Meira Lima) nasceu com 38 semanas exatas, 3,2 kg e 43 centímetros. Eu me sinto tranquila, nem parece que eu tive um parto, o qual foi realizado dentro de uma piscina inflável”, relatou Larissa.

 

À princípio, o marido de Larissa e pai da Nina, Gerli Junior, de 29 anos, achou a ideia muito precipitada, mas ele logo confiou no desejo da mulher e no trabalho de toda a equipe. “Agradeci a Deus e fiquei muito feliz com tudo que aconteceu, ocorreu tudo de forma bem tranquila, só de lembrar me emociono”, disse ele.

O pai também teve uma participação bem ativa no parto, porque foi ele quem cortou o cordão umbilical.

 

Segundo a enfermeira obstetra e doula, Luana Silva, “foi uma experiência profissional única e maravilhosa. Eu e toda a equipe sempre sonhamos com esse momento, e claro, com todo respeito e fornecendo toda segurança possível, pois esse tipo de parto tem que passar por alguns critérios, como ter acompanhamento eficiente do pré-natal, o qual deve ser realizado pelo médico obstetra, a doula tem que ir à casa da paciente, para avaliar a estrutura do domicílio e muito mais.

 

Quem quiser mais informações, tanto sobre esse tipo de parto ou de outros procedimentos, pode me ligar através do (73) 99933-0163, que esclarecemos tudo”.

 

Além da enfermeira obstetra e doula Luana, o parto domiciliar contou com o obstetra Dr. Rodrigo Santos, a pediatra Jamila Maia e da fotógrafa Quedma Ribeiro, a qual registrou todo o processo.

 

Por: Vida Diária / Robson Dias e Mirian Ferreira

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notácia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.

MercadoSul
CNA
carnesSP
Exata
Lekao
GIL Academia