:: Vida Diária :: Jornalismo que completa o seu dia!

COLUNAS Gente de opinião!

O Surto da Gripe causada pela Variante da H3N2; saiba mais com Dr. Mário Sérgio
O Surto da Gripe causada pela Variante da H3N2; saiba mais com Dr. Mário Sérgio
Publicado: Segunda, 10 Janeiro 2022 18:06
O Novembro Azul e a Saúde do Homem
O Novembro Azul e a Saúde do Homem
Publicado: Segunda, 01 Novembro 2021 22:10
Setembro Amarelo mês da valorização da vida
Setembro Amarelo mês da valorização da vida
Publicado: Segunda, 13 Setembro 2021 12:14

RELIGIÃO Voz para todas as crenças

Amigo Bicho O Vida tem um cantinho só para eles

EDUCAÇÃO Cultura e Conhecimento

SAÚDE Dicas e informativos pra cuidar de você

Polícia divulga imagens dos supostos autores do assassinato de Rodrigo do Lava a Jato em Teixeira

A Polícia Civil de Teixeira de Freitas, divulgou, na tarde desta quinta-feira, 20 de Janeiro, imagens dos autores do homicídio de Rodrigo do Lava a Jato. De acordo com as informações, os supostos autores, moram nos bairros, Colina Verde e Santos Guimarães, na cidade de Teixeira de Freitas.

A Polícia Civil pede a todos que tiver alguma informação sobre paradeiro desses suspeitos, ligar para a Polícia Civil (197). A sua informação é muito importante, e não precisa da sua identificação, o sigilo é garantido.

O crime aconteceu na manhã da segunda feira, 03 de janeiro, por volta das 11h30, na Rua Presidente Jânio Quadros, no Centro da cidade. De acordo com as informações, três criminosos chegaram a bordos de 02 (duas) motocicletas, adentraram no lava a jato e executaram o Rodrigo, que se encontrava limpando o interior de um veículo.

Rodrigo Barbosa Gonçalves, 35 anos, foi atingido por 05 (cinco) tiros, no lado esquerdo do rosto. No local, os peritos coletaram cápsulas de calibre 38. A motivação e a autoria ainda são desconhecidas.


Por: Vida Diária/SBN

Elza Soares morre aos 91 anos

Ela morreu de causas naturais em casa no Rio de Janeiro nesta quinta (20). Uma das maiores cantoras do Brasil, ela lançou 34 discos com mistura de samba, jazz, eletrônica, hip hop e funk.

Elza Soares morreu aos 91 anos nesta quinta-feira (20), no Rio de Janeiro. "É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais", diz o comunicado enviado pela assessoria da cantora.

"Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação."

"A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim."

O corpo da cantora será sepultado no Jardim da Saudade Sulacap, na tarde de sexta-feira (21), depois do velório no Theatro Municipal do Rio.

Pedro Loureiro, empresário de Elza, disse ao g1 que a cantora estava bem e tinha gravado um DVD dois dias antes. Ela acordou e fez fisioterapia. Estava com a respiração ofegante, mas garantiu a todos que estava bem. Mas fol ficando mais ofegante e disse aos familiares: "Eu acho que eu vou morrer".

A declaração acendeu o alerta: os familiares foram checar sua pressão e oxigenação, e notaram uma pequena alteração, Pedro e os familiares chamaram o médico de Elza, que enviou uma ambulância para o local por precaução, mas 40 minutos depois, Elza foi mudando o semblante, até que apagou.

"Foi uma morte tranquila, sem traumas, sem motivo. Morreu de causas naturais. Esse, aliás, era um grande medo dela: ter uma morte sofrida, por doença. Hoje, ela simplesmente desligou", conta Pedro.

Vida difícil

Elza Gomes da Conceição foi uma das maiores cantoras da música brasileira. Filha de uma lavadeira e de um operário, ela foi criada na favela de Água Santa, subúrbio de Engenho de Dentro. Elza cantava, desde criança, com a voz rouca e o ritmo sincopado dos sambistas de morro.

Casou-se obrigada aos 12 anos, virou mãe aos 13 e viúva aos 21. Foi lavadeira e operária numa fábrica de sabão.

A vida não foi fácil com a cantora que carregava lata d'água na cabeça desde a infância. Ela perdeu quatro filhos: dois foram os primeiros filhos de Elza em gestações que aconteceram quando ainda era adolescente. Eles morreram recém-nascidos.

Garrinchinha, único filho que a cantora teve com o jogador, morreu aos 9 anos em um acidente de carro em 1986, e Gilson faleceu aos 59 anos, em 2015, por complicações de uma infecção urinária.

Do sambalanço à eletrônica

Por volta dos 20 anos, Elza fez seu primeiro teste como cantora, na academia do professor Joaquim Negli. Foi contratada para a Orquestra de Bailes Garan e seguiu no Teatro João Caetano.

Ela começou a se destacar na música como parte da cena do sambalanço com "Se Acaso Você Chegasse", em 1959.

Nos 34 discos lançados, ela se aproximou do samba, do jazz, da música eletrônica, do hip hop, do funk e dizia que a mistura era proposital. O último disco lançado foi "Planeta Fome", em 2019.

A expressão era uma alusão ao episódio em que foi constrangida por Ary Barroso no programa de calouros que participou nos anos 50. "De que planeta você vem, menina?", ele disse. E ela respondeu: "Do mesmo planeta que você, seu Ary. Eu venho do Planeta Fome."

"Eu sempre quis fazer coisa diferente, não suporto rótulo, não sou refrigerante", comparava Elza. "Eu acompanho o tempo, eu não estou quadrada, não tem essa de ficar paradinha aqui não. O negócio é caminhar. Eu caminho sempre junto com o tempo."

Desde que lançou o álbum "A mulher do fim do mundo", em 2015, a cantora viveu mais uma fase de renascimento artístico. "Me deixem cantar até o fim", pediu Elza em verso da música que batiza o álbum.

Começo no samba

Mais voltada para o samba, a primeira fase da cantora tem discos gravados nos anos 60 com o cantor Miltinho (1928-2014) e o baterista Wilson das Neves (1936-2017).

Fazem parte desta era lançamentos como "O samba é Elza Soares" (1961), "Sambossa" (1963), "Na roda do samba" (1964) e "Um show de Elza" (1965).

Outras fases vieram. Nos anos 70, escolheu cantar o samba de ritmo mais tradicional. A fase rendeu sucessos como "Salve a Mocidade" (Luiz Reis, 1974), "Bom dia, Portela" (David Correa e Bebeto Di São João, 1974), "Pranto livre" (Dida e Everaldo da Viola, 1974) e "Malandro" (Jorge Aragão e Jotabê, 1976).

A cantora amargou período de ostracismo na década de 1980. Em 1983, sofreu com a morte do jogador Garrincha, com quem teve um relacionamento por 17 anos.

Eles começaram a se relacionar enquanto Garrincha era casado, o que rendeu uma forte crítica pela sociedade e pela imprensa da época. Anos depois, os dois se casaram e a relação foi conturbada, marcada por episódios de violência doméstica.

Empoderada, Elza se tornou uma das maiores referências no combate à violência contra mulher ao cantar "Maria da Vila Matilde", no álbum "Mulher do Fim do Ano", de 2015.

Devido a fase de menos sucesso nos anos 80, ela pensou até em desistir da carreira, mas resolveu procurar Caetano Veloso, em hotel de São Paulo, para pedir ajuda.

O auxilio velo na forma de convite para participar da gravação do samba-rap "Lingua", faixa do álbum do cantor, "Velō" (1984).

Essa participação mostrou a bossa negra de Elza Soares a uma nova geração e abriu caminho para que a cantora lançasse, em 1985, um álbum menos voltado para o samba. "Somos todos iguais" tinha música de Cazuza (1958-1990).

Em 2002, com direção artística de José Miguel Wisnik, fez um dos álbuns mais modernos da discografia, "Do cóccix até o pescoço". No ano seguinte, foi a vez de "Vivo feliz", mais voltado para a eletrônica.

Elza seguia fazendo shows até antes da pandemia da Covid-19 e cantou em lives. Ela estava produzindo um novo álbum de estúdio que pode ter lançamento póstumo.

Nesta semana, ela também se apresentou em shows no Theatro Municipal de São Paulo que foram gravados para o lançamento de um DVD.


Por: Vida Diária/G1

Secretaria de Educação de Teixeira recebe equipamentos adquiridos com recursos próprios

Teixeira de Freitas, 20 de janeiro: Nesta quinta-feira (20), a Secretaria Municipal de Educação de Teixeira de Freitas recebeu em sua sede alimentos e vários equipamentos para as instituições de ensino da cidade, tudo através de recursos próprios.

O evento contou com a participação de vários servidores, vereadores, o prefeito Dr. Marcelo Belitardo e a primeira dama Penelope.

Segundo a professora Regiane Chuaith, secretária de educação, “estamos muito felizes em poder iniciar o ano dessa forma, recebendo um caminhão frigorífico, para dar mais qualidade à distribuição da merenda escolar nas escolas de nossa cidade, em excelente estado de conservação. É um recurso do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), mas pago com recursos próprios. Também, estamos adquirindo um tablet para cada instituição escolar (são 60 tablets), mais os departamentos de educação, totalizando em uns 70 tablets. O intuito é de facilitar a comunicação, principalmente nesse período de pandemia, com a realização de atividades remotas. E, por fim, adquirimos 39 impressoras coloridas, reduzindo os custos com o aluguel desses equipamentos. Além dos investimentos em questões do pagamento de remuneração de servidores, como licença-prêmio”, concluiu a educadora.

“Mais uma conquista da nossa gestão para a educação de Teixeira de Freitas! Acredito no poder transformador da educação e não tenho medido esforços para que nossas unidades sejam ambientes mais confortáveis e nosso ensino seja de qualidade! Hoje é um dia para ser lembrado com alegria”! Falou o prefeito Marcelo.

Nossa equipe perguntou sobre a obrigatoriedade da vacinação contra COVID-19 para os alunos estudarem, e o prefeito disse que ele não gosta de nada imposto, irá continuar as campanhas de conscientização, mas os pais que irão decidir se irão ou não vacinar seus filhos. Ele e toda a equipe estão trabalhando para que todos sejam imunizados.

 

Por: Vida Diária/Robson Dias e Mírian Ferreira

Acidente próximo à ‘Curva da Tarifa’ deixa um morto e dois veículos destruídos pelo fogo

O acidente ocorreu por volta das 6 horas desta sexta-feira, 21 de janeiro, na altura do Km 895 da BR-101, próximo à 'Curva da Tarifa', já no território de Caravelas.

Um homem que viajava em uma motocicleta CB 300 e seguia sentido ao distrito de Rancho Alegre, acabou batendo na lateral de um veículo de passeio, morrendo no local.

O carro atingido pelo motociclista próximo à porta do motorista, saiu de Guanhães (Minas Gerais) com destino a Porto Seguro, onde a família passaria as férias.

De acordo com testemunhas, o homem na moto teria invadido a mão contrária, um carro com uma segunda família, também de Guanhães, chegou a desviar, mas o veículo logo atrás não conseguiu evitar a colisão.

Com o impacto da batida, a motocicleta pegou fogo e as chamas se alastraram atingindo o carro de passeio que ficou totalmente destruído pelo fogo, nenhum passageiro se feriu. Uma equipe do 18⁰ Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), esteve no local e conteve as chamas.

O corpo do motociclista que aparenta ter cerca de 50 anos, ainda não foi identificado. Às margens da rodovia, a Polícia Rodoviária Federal encontrou um baú de moto com alguns pertences que seriam da vítima, mas nenhuma documentação.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal para exame de necropsia e aguarda por reconhecimento de familiares.


Por: Vida Diária/SBN

Covid: Sem vacina, aluno da rede estadual pode se matricular, mas não entrará na escola

Apesar de poderem se matricular para o ano letivo de 2022, os alunos da rede estadual de ensino não poderão adentrar nas instituições para assistir às aulas caso não apresentem o comprovante de vacinação contra a Covid-19. Isso porque o decreto estadual nº 20.907 exige a comprovação para o acesso a prédios públicos (o que inclui escolas). Já na rede municipal, o comprovante, tanto para matrícula, quanto para ingresso nos prédios, não será exigido.

Nesta quarta-feira, 19 de janeiro, o secretário de educação de Salvador, Marcelo Oliveira, chegou a confirmar ao programa Bahia Notícias no Ar, da Salvador FM, que o município não cobraria a obrigatoriedade da comprovação (reveja). "Não vai ser cobrado cartão de vacinação para as crianças frequentarem as escolas. A vacinação de crianças é voluntária, é uma decisão dos pais. Eu recomendo firmemente que sejam vacinadas, já abrimos a vacinação e sempre vai ser melhor que as crianças vão para a escola vacinadas. Embora a gente venha defendendo que o ambiente escolar é muito seguro para as crianças em termos de risco de contágio", afirmou.

O posicionamento foi criticado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), que reforçou a exigência da vacinação para garantir a segurança da coletividade. Para Rui Oliveira, presidente do sindicato, a Secretaria Municipal de Educação (Smed) deve rever a decisão.

"Vamos lutar para que o passaporte seja uma exigência legal para todos aqueles que queiram [adentrar nas instituições]. Se o cara não quer se vacinar e quer morrer, é problema dele, mas ele não pode colocar em risco a coletividade. É um princípio. O direito coletivo se sobrepõe ao direito individual. As vidas importam e vamos lutar para que seja garantida essa exigência", assegurou o presidente da APLB.

Diante do posicionamento do município, o Bahia Notícias procurou a Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC) para saber se a mesma postura seria adotada pela pasta. Por meio de assessoria de imprensa, a SEC informou que não poderá obrigar os pais e responsáveis a vacinar os alunos, mas que estes, sem o comprovante, não terão acesso aos prédios públicos como determina o decreto nº 20.907.

Ainda de acordo com a SEC - que divulgou os pré-requisitos para as matrículas que se iniciam na próxima segunda-feira (confira aqui) - a apresentação do cartão de vacina dos estudantes de até 18 anos de idade já era uma exigência obrigatória no ato da matrícula desde 2019.

Com a portaria de Matrícula nº 2043/2021, a apresentação da caderneta de vacinação será solicitada para todos que desejarem se matricular na rede estadual de ensino, mas a falta desta não se tornará um impeditivo para a matrícula. Mesmo assim, nas escolas estaduais, os estudantes, pais e responsáveis serão orientados sobre a necessidade da imunização para acesso às escolas como medida de prevenção à Covid-19.


Por: Vida Diária/SBN